Em alerta contra a Dengue, Saúde promove ação educativa para prevenção

Na última quinta-feira (22), a equipe de Vigilância de Endemias, esteve em ação educativa para a prevenção da Dengue na Escola Participação, com os alunos do ensino fundamental.
A atividade é proveniente do Programa Educar para Prevenir, instituído no município pela Secretaria de Saúde, por meio da Divisão de Vigilância, com vistas à prevenção e combate ao mosquito Aedes Aegypti.

5

As ações são executadas pela equipe de combate a endemias, que vai até às escolas e desenvolvem atividades educativas com orientações teóricas e amostragens práticas junto aos alunos, promovendo a interação da equipe com as crianças, o que propicia a aprendizagem-conscientização.
Através de amostras e atividades dinâmicas, a equipe demonstra como o mosquito se aloja nos lugares e os riscos que ele oferece. Também é repassado de forma didática uma série de orientações de como evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus.

7

A preocupação com a dengue tem sido crescente no Estado do Paraná. O informe semanal divulgado nesta terça-feira (20) pela Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa) registrou 8.414 novos casos, 18.960 notificações e confirmou mais um óbito pela doença neste período epidemiológico, que começou a ser monitorado em 30 de julho.
Em Fazenda Rio Grande, mantém-se o estado de alerta, com 9 casos registrados até o momento, sendo 3 autóctones (contraídos no município) e 6 alóctones (contraídos fora).
A diretora de Vigilância em Saúde, Nelcelí Garcia, explica que o trabalho de prevenção tem sido intenso no município, com monitoramento contínuo das armadilhas, pontos estratégicos, atendimento de denúncias e ações de conscientização à população.
O Secretário de Saúde Beto Rocha, alerta que o engajamento da população, na prática dos cuidados necessários, é fundamental, evitando o acúmulo de água parada, lixo e entulhos nos quintais, limpeza de terrenos e de caixas d´água pois qualquer recipiente com água parada pode se transformar num criadouro e disseminação do Aedes.