Fazenda Rio Grande participa do Festival Nacional de Narração de História.

Fazenda Rio Grande participa do Festival Nacional de Narração de História

- Fazenda Rio Grande participa do Festival Nacional de Narração de História.

Fazenda Rio Grande foi um dos sete municípios do Paraná convidados para participar do Festival Nacional de Narração de História. O evento, que ocorre de 9 a 11 de outubro, faz parte do Cotidiano Leitor, projeto que visa promover a democratização do acesso ao livro, estimular o interesse por narrativas literárias e formar uma sociedade leitora. O objetivo é somar às ações de fomento à leitura já existentes em cada região.

Em Fazenda Rio Grande a ação ocorrerá durante a 4ª Feira do Livro, na Praça Brasil (Rua Inglaterra, Centro, atrás da Prefeitura). As atividades estão programadas para a manhã do dia 9 (quarta), das 09h às 10h, e para a tarde do dia 11 (sexta), a partir das 13h30.

Os participantes do Festival Nacional de Narração de Histórias terão a oportunidade de estar em contato com artistas de diferentes partes do Brasil e do Paraná para um intercâmbio cultural sobre a arte da narração. As apresentações misturam música, dança, teatro e diferentes linguagens para contar histórias que encantam o público de todas as idades.

Entre as narradoras e narradores de histórias estarão em Fazenda Rio Grande a cantora e dançarina de ritmos da cultura popular, Ana Rosa e o historiador e pesquisador da cultura afro-brasileira Wagner Luís Oliveira. Ambos são do Rio de Janeiro e juntos fazem parte da Companhia dos Encantados. A dinâmica de narração será por meio de oficinas e rodas de conversas com o objetivo de preservar e manter a tradição oral, assim como, elementos primordiais da cultura afro-brasileira, que fizeram parte da história de seus descendentes, permeando a memória social e econômica.

Sobre o projeto Cotidiano Leitor

As proposições do projeto englobam ações de contação de histórias, mediação de leitura, eventos literários, incentivo à produção literária, fomento à cadeia produtiva do livro, formação continuada para professores e gestores participantes com escritores de relevância nacional e internacional.

Os objetivos do Projeto Cotidiano Leitor partiram das diretrizes do Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura (PELLL). Trata-se de uma política pública de promoção da leitura, que já beneficiou mais de 33 mil pessoas de junho a setembro de 2019. A realização é da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura e da empresa Audi do Brasil, por meio do programa Paraná Competitivo. Tem produção executiva do Instituto Dom Miguel e conta com o apoio e suporte das secretarias municipais da cultura, educação e assistência social.

(Foto: Jordana Ferri)